• 967 224 138
  • Contactos

A biblioteca à noite

LT012214
2016
Alberto Manguel

Editora Tinta da China
Idioma Português PT
Estado : Como Novo
Encadernação : Brochado
Disponib. - Em stock

€16
Mais detalhes
  • Ano
  • 2016
  • Tradutor
  • Rita Almeida Simões
  • Código
  • LT012214
  • Detalhes físicos
  • Dimensões
  • 15,00 x 22,00 x
  • Nº Páginas
  • 299

Descrição

Ao construir a sua mítica biblioteca com mais de 40 mil livros num antigo presbitério em França, Alberto Manguel debateu se com as mesmas questões de qualquer bibliotecário doméstico: dividir por línguas? Usar a ordem alfabética? Agrupar por géneros? Mesmo que não existam respostas certas, neste livro Manguel conta pelo menos as melhores histórias: há bibliotecas públicas com secções como Esgotos: Obras Seleccionadas, e bibliotecas privadas onde, alfabeticamente, os amigos escritores Borges e Bioy Casares ficam lado a lado. Há bibliotecários corajosos que alteram registos de requisição para salvar livros, e livros corajosos que salvam homens torturados. Há livros perdidos, livros proibidos, livros digitais, livros que ficam numa prateleira demasiado alta e livros imaginados — mas todos ocupam um espaço e enchem estantes pelo mundo fora, tal como preenchem esta Biblioteca à Noite.

A biblioteca à noite

€16

LT012214
2016
Alberto Manguel
Editora Tinta da China
Idioma Português PT
Estado : Como Novo
Encadernação : Brochado
Disponib. - Em stock

Mais detalhes
  • Ano
  • 2016
  • Tradutor
  • Rita Almeida Simões
  • Código
  • LT012214
  • Detalhes físicos

  • Dimensões
  • 15,00 x 22,00 x
  • Nº Páginas
  • 299
Descrição

Ao construir a sua mítica biblioteca com mais de 40 mil livros num antigo presbitério em França, Alberto Manguel debateu se com as mesmas questões de qualquer bibliotecário doméstico: dividir por línguas? Usar a ordem alfabética? Agrupar por géneros? Mesmo que não existam respostas certas, neste livro Manguel conta pelo menos as melhores histórias: há bibliotecas públicas com secções como Esgotos: Obras Seleccionadas, e bibliotecas privadas onde, alfabeticamente, os amigos escritores Borges e Bioy Casares ficam lado a lado. Há bibliotecários corajosos que alteram registos de requisição para salvar livros, e livros corajosos que salvam homens torturados. Há livros perdidos, livros proibidos, livros digitais, livros que ficam numa prateleira demasiado alta e livros imaginados — mas todos ocupam um espaço e enchem estantes pelo mundo fora, tal como preenchem esta Biblioteca à Noite.