• 967 224 138
  • Contactos
O reino da estupidez – I xxx

O reino da estupidez – I xxx

LT003424
1984
Jorge de Sena

Disponib. - Indisponível

€8
Mais detalhes
  • Ano
  • 1984
  • Colecção
  • Obras de Jorge de Sena
  • Edição
  • 3
  • Código
  • LT003424
  • Detalhes físicos
  • Nº Páginas
  • 179

Descrição

“Reunem-se neste volume alguns artigos ou ensaios dispersamente escritos ou proferidos, e publicados logo após, nos últimos treze anos. Foram seleccionados de entre a minha prosa mais áspera, mais amarga ou mais irónica, mas não de entre as várias críticas em que, em tons análogos, tentei algumas execuções capitais. Essas críticas quebrariam a unidade deste livro, por serem de referência concreta a determinadas pessoas: o lugar delas será em colectâneas de crítica aplicada, se ainda valer a pena, na oportunidade, relembrar tais defuntos (as determinadas pessoas (...) Estes escritos (...) são reflexões de ordem genérica, umas satíricas, outras não, que analisam situações, equívocos, perfídias, ou apenas se debruçam um pouco sobre a condição humana actual do poeta ou escritor, ou meditam sobre circunstâncias civilizacionais do nosso mundo(...)”.

O reino da estupidez – I xxx

O reino da estupidez – I xxx €8

LT003424
1984
Jorge de Sena
Disponib. - Indisponível

Mais detalhes
  • Ano
  • 1984
  • Colecção
  • Obras de Jorge de Sena
  • Edição
  • 3
  • Código
  • LT003424
  • Detalhes físicos

  • Nº Páginas
  • 179
Descrição

“Reunem-se neste volume alguns artigos ou ensaios dispersamente escritos ou proferidos, e publicados logo após, nos últimos treze anos. Foram seleccionados de entre a minha prosa mais áspera, mais amarga ou mais irónica, mas não de entre as várias críticas em que, em tons análogos, tentei algumas execuções capitais. Essas críticas quebrariam a unidade deste livro, por serem de referência concreta a determinadas pessoas: o lugar delas será em colectâneas de crítica aplicada, se ainda valer a pena, na oportunidade, relembrar tais defuntos (as determinadas pessoas (...) Estes escritos (...) são reflexões de ordem genérica, umas satíricas, outras não, que analisam situações, equívocos, perfídias, ou apenas se debruçam um pouco sobre a condição humana actual do poeta ou escritor, ou meditam sobre circunstâncias civilizacionais do nosso mundo(...)”.