• 967 224 138
  • Contactos
a cultura da subtileza

A cultura da subtileza

M. S. Lourenço
Disponib. - Por encomenda

€9
Mais detalhes
  • Ano
  • 1995
  • Colecção
  • Trajectos
  • Capa
  • Armando Lopes
  • Código
  • LT002761
  • ISBN
  • 9789726623953
  • Detalhes físicos
  • Nº Páginas
  • 231

Descrição

Organização e notas de Desidério Murcho. Apesar de a filosofia analítica ser hoje amplamente cultivada em todo o mundo, é ainda uma realidade mal conhecida do público português. Frequentemente confundida com o positivismo lógico - que, na verdade, é apenas uma das suas mútiplas correntes -, a filosofia analítica apresenta actualmente uma pluralidade de teses, argumentos e discussões que não podem ser ignorados. A Cultura da Subtileza constitui uma introdução ideal à filosofia analítica não só pela grande diversidade dos temas abordados (da filosofia da arte à lógica, da metafísica à filosofia da matemática) e pela linguagem acessível, mas também por oferecer ao leitor a possibilidade de assistir a uma série de diálogos, nos quais o autor desafia os vários interlocutores a refinarem os respectivos pontos de vista, seguindo, assim, um modelo que Platão tornou célebre.

A cultura da subtileza

a cultura da subtileza €9

M. S. Lourenço
Disponib. - Por encomenda

Mais detalhes
  • Ano
  • 1995
  • Colecção
  • Trajectos
  • Capa
  • Armando Lopes
  • Código
  • LT002761
  • ISBN
  • 9789726623953
  • Detalhes físicos

  • Nº Páginas
  • 231
Descrição
Organização e notas de Desidério Murcho. Apesar de a filosofia analítica ser hoje amplamente cultivada em todo o mundo, é ainda uma realidade mal conhecida do público português. Frequentemente confundida com o positivismo lógico - que, na verdade, é apenas uma das suas mútiplas correntes -, a filosofia analítica apresenta actualmente uma pluralidade de teses, argumentos e discussões que não podem ser ignorados. A Cultura da Subtileza constitui uma introdução ideal à filosofia analítica não só pela grande diversidade dos temas abordados (da filosofia da arte à lógica, da metafísica à filosofia da matemática) e pela linguagem acessível, mas também por oferecer ao leitor a possibilidade de assistir a uma série de diálogos, nos quais o autor desafia os vários interlocutores a refinarem os respectivos pontos de vista, seguindo, assim, um modelo que Platão tornou célebre.