• 967 224 138
  • Contactos
linguagem e solidao

Linguagem e solidão

Ernest Gellner
Disponib. - Em stock

€5
Mais detalhes
  • Ano
  • 2001
  • Idioma Original
  • Inglês
  • Tradutor
  • Jorge Manuel Costa Almeida e Pinho
  • Capa
  • Arcângela Marques
  • Código
  • LT002662
  • ISBN
  • 9789724410944
  • Detalhes físicos
  • Nº Páginas
  • 213

Descrição

Ernest Gellner tem sido descrito como um dos últimos grandes intelectuais da Europa Central. Este livro lança uma nova luz sobre dois dos mais referenciados pensadores da sua época, Wittgenstein e Malinowski. Wittgenstein, provavelmente um dos filósofos mais citados e mais influentes do século XX, ficou famoso por ter exposto duas posições filosóficas radicalmente diferentes. Malinowski foi o fundador da moderna antropologia social britânica e geralmente é-lhe atribuído o título de inventor do trabalho de campo etnográfico, um método de investigação fundamental para todas as ciências sociais. Este livro demonstra, de uma forma bastante original, o modo como o pensamento de ambos, e as duas filosofias de Wittgenstein, se desenvolveram a partir de um conjunto de pressupostos comuns - amplamente partilhados no Império dos Habsburgo da sua juventude - sobre a natureza humana, sobre a sociedade e sobre a linguagem.

Linguagem e solidão

linguagem e solidao €5

Ernest Gellner
Disponib. - Em stock

Mais detalhes
  • Ano
  • 2001
  • Idioma Original
  • Inglês
  • Tradutor
  • Jorge Manuel Costa Almeida e Pinho
  • Capa
  • Arcângela Marques
  • Código
  • LT002662
  • ISBN
  • 9789724410944
  • Detalhes físicos

  • Nº Páginas
  • 213
Descrição
Ernest Gellner tem sido descrito como um dos últimos grandes intelectuais da Europa Central. Este livro lança uma nova luz sobre dois dos mais referenciados pensadores da sua época, Wittgenstein e Malinowski. Wittgenstein, provavelmente um dos filósofos mais citados e mais influentes do século XX, ficou famoso por ter exposto duas posições filosóficas radicalmente diferentes. Malinowski foi o fundador da moderna antropologia social britânica e geralmente é-lhe atribuído o título de inventor do trabalho de campo etnográfico, um método de investigação fundamental para todas as ciências sociais. Este livro demonstra, de uma forma bastante original, o modo como o pensamento de ambos, e as duas filosofias de Wittgenstein, se desenvolveram a partir de um conjunto de pressupostos comuns - amplamente partilhados no Império dos Habsburgo da sua juventude - sobre a natureza humana, sobre a sociedade e sobre a linguagem.