• 967 224 138
  • Contactos

Diálogo dos grandes sistemas (primeira jornada)

LT003534
1992
Galileu Galilei

Editora Gradiva
Idioma Português PT
Estado : Usado 5/5
Encadernação : Brochado
Disponib. - Indisponível

€6
Mais detalhes
  • Ano
  • 1992
  • Colecção
  • Panfletos
  • Tradutor
  • Mário Brito
  • Capa
  • Armando Lopes
  • Código
  • LT003534
  • Detalhes físicos
  • Dimensões
  • 13,00 x 21,00 x
  • Nº Páginas
  • 119

Descrição

Anotado e prefaciado por José Trindade Santos.

O Diálogo dos grandes sistemas (no original em italiano Dialogo sopra i due massimi sistemi del mondo) é um livro de 1632 escrito por Galileu Galilei. Foi uma obra marcante da Revolução Científica. Nele, Galileu utiliza três personagens, Salviati, Simplício e Sagredo, que debatem sobre Mecânica. Galileu Galilei (Pisa, 15 de fevereiro de 1564 - Florença, 8 de janeiro de 1642) foi um físico, matemático, astrónomo e filósofo florentino. Galileu Galilei foi personalidade fundamental na revolução científica. Foi o mais velho dos sete filhos do alaudista Vincenzo Galilei e de Giulia Ammannati. Viveu boa parte de sua vida entre Pisa e Florença, na época do seu nascimento ambas parte do Ducado de Florença e, mais tarde, na época do seu falecimento, integrantes do Grão-Ducado da Toscana. Galileu Galilei desenvolveu os primeiros estudos sistemáticos do movimento uniformemente acelerado e do movimento do pêndulo. Descobriu a lei dos corpos e enunciou o princípio da inércia e o conceito de referencial inercial, ideias precursoras da mecânica newtoniana. Galileu melhorou significativamente o telescópio refrator e com ele descobriu as manchas solares, as montanhas da Lua, as fases de Vénus, quatro dos satélites de Júpiter, os anéis de Saturno, as estrelas da Via Láctea. Estas descobertas contribuíram decisivamente na defesa do heliocentrismo. Contudo a principal contribuição de Galileu foi para o método científico, pois a ciência assentava numa metodologia aristotélica. O físico desenvolveu ainda vários instrumentos como a balança hidrostática, um tipo de compasso geométrico que permitia medir ângulos e áreas, o termómetro de Galileu e o precursor do relógio de pêndulo.

Diálogo dos grandes sistemas (primeira jornada)

€6

LT003534
1992
Galileu Galilei
Editora Gradiva
Idioma Português PT
Estado : Usado 5/5
Encadernação : Brochado
Disponib. - Indisponível

Mais detalhes
  • Ano
  • 1992
  • Colecção
  • Panfletos
  • Tradutor
  • Mário Brito
  • Capa
  • Armando Lopes
  • Código
  • LT003534
  • Detalhes físicos

  • Dimensões
  • 13,00 x 21,00 x
  • Nº Páginas
  • 119
Descrição

Anotado e prefaciado por José Trindade Santos.

O Diálogo dos grandes sistemas (no original em italiano Dialogo sopra i due massimi sistemi del mondo) é um livro de 1632 escrito por Galileu Galilei. Foi uma obra marcante da Revolução Científica. Nele, Galileu utiliza três personagens, Salviati, Simplício e Sagredo, que debatem sobre Mecânica. Galileu Galilei (Pisa, 15 de fevereiro de 1564 - Florença, 8 de janeiro de 1642) foi um físico, matemático, astrónomo e filósofo florentino. Galileu Galilei foi personalidade fundamental na revolução científica. Foi o mais velho dos sete filhos do alaudista Vincenzo Galilei e de Giulia Ammannati. Viveu boa parte de sua vida entre Pisa e Florença, na época do seu nascimento ambas parte do Ducado de Florença e, mais tarde, na época do seu falecimento, integrantes do Grão-Ducado da Toscana. Galileu Galilei desenvolveu os primeiros estudos sistemáticos do movimento uniformemente acelerado e do movimento do pêndulo. Descobriu a lei dos corpos e enunciou o princípio da inércia e o conceito de referencial inercial, ideias precursoras da mecânica newtoniana. Galileu melhorou significativamente o telescópio refrator e com ele descobriu as manchas solares, as montanhas da Lua, as fases de Vénus, quatro dos satélites de Júpiter, os anéis de Saturno, as estrelas da Via Láctea. Estas descobertas contribuíram decisivamente na defesa do heliocentrismo. Contudo a principal contribuição de Galileu foi para o método científico, pois a ciência assentava numa metodologia aristotélica. O físico desenvolveu ainda vários instrumentos como a balança hidrostática, um tipo de compasso geométrico que permitia medir ângulos e áreas, o termómetro de Galileu e o precursor do relógio de pêndulo.