• 967 224 138
  • Contactos

Grandella

LT003789
1997
Victor Luís Eleutério

Editora Montepio Geral
Idioma Português PT
Estado : Como Novo
Encadernação : Capa dura, com sobrecapa
Disponib. - Em stock

€80
Mais detalhes
  • Ano
  • 1997
  • Edição
  • 1
  • Código
  • LT003789
  • Detalhes físicos
  • Dimensões
  • 23,00 x 29,00 x
  • Nº Páginas
  • 333

Descrição

Encadernação editorial

Francisco de Almeida Grandella (Aveiras de Cima, Azambuja, 23 de junho de 1853 — Foz do Arelho, Caldas da Rainha, 20 de setembro de 1934) foi um político, Republicano, industrial e comerciante português. Vindo para Lisboa, em 1863, começou por ser empregado numa loja de fazendas, camisaria e modas, na rua dos Fanqueiros, em Lisboa, tendo criado o seu primeiro estabelecimento comercial, na mesma área de negócio, em 1879. Em 1891 cria a primeira grande superfície comercial em Portugal, os «Armazéns Grandella», em Lisboa, no Chiado inaugurando um novo modelo de vendas ao estilo dos grandes armazéns de Paris e Londres. A actividade comercial é o ponto de partida para o desenvolvimento da actividade no domínio industrial em áreas como a fiação e tecelagem e os móveis de ferro. Filiado no Partido Republicano, foi vereador da Câmara Municipal de Lisboa entre 1908 e 1912. Rmpenhado no domínio social, na primeira década do século XX, construiu um bairro (Bairro Grandella), dotado de creche e escola primária, para alojar as famílias dos seus empregados e operários. Entre outras iniciativas desta índole, construi duas escolas primárias, uma em Aveiras de Cima, sua terra natal, a que deu o nome do seu pai, Francisco Maria de Almeida Grandella, e outra na Foz do Arelho.


LT003789
1997
Victor Luís Eleutério
Editora Montepio Geral
Idioma Português PT
Estado : Como Novo
Encadernação : Capa dura, com sobrecapa
Disponib. - Em stock

Mais detalhes
  • Ano
  • 1997
  • Edição
  • 1
  • Código
  • LT003789
  • Detalhes físicos

  • Dimensões
  • 23,00 x 29,00 x
  • Nº Páginas
  • 333
Descrição

Encadernação editorial

Francisco de Almeida Grandella (Aveiras de Cima, Azambuja, 23 de junho de 1853 — Foz do Arelho, Caldas da Rainha, 20 de setembro de 1934) foi um político, Republicano, industrial e comerciante português. Vindo para Lisboa, em 1863, começou por ser empregado numa loja de fazendas, camisaria e modas, na rua dos Fanqueiros, em Lisboa, tendo criado o seu primeiro estabelecimento comercial, na mesma área de negócio, em 1879. Em 1891 cria a primeira grande superfície comercial em Portugal, os «Armazéns Grandella», em Lisboa, no Chiado inaugurando um novo modelo de vendas ao estilo dos grandes armazéns de Paris e Londres. A actividade comercial é o ponto de partida para o desenvolvimento da actividade no domínio industrial em áreas como a fiação e tecelagem e os móveis de ferro. Filiado no Partido Republicano, foi vereador da Câmara Municipal de Lisboa entre 1908 e 1912. Rmpenhado no domínio social, na primeira década do século XX, construiu um bairro (Bairro Grandella), dotado de creche e escola primária, para alojar as famílias dos seus empregados e operários. Entre outras iniciativas desta índole, construi duas escolas primárias, uma em Aveiras de Cima, sua terra natal, a que deu o nome do seu pai, Francisco Maria de Almeida Grandella, e outra na Foz do Arelho.