• 967 224 138
  • Contactos
tradicoes populares do porto

Tradições populares do Porto

Helder Pacheco
Disponib. - Em stock

€18
Mais detalhes
  • Ano
  • 1985
  • Edição
  • 2
  • Código
  • LT002878
  • Detalhes físicos
  • Nº Páginas
  • 174

Descrição

Neste livro, a cidade é vista enquanto conjunto de espaços, monumentos e locais, mas toma como sujeito a própria vida da colectividade humana que a habita e lhe confere o seu "espírito oculto" - o seu vínculo às alegrias, tristezas, necessidades e aspirações dessa colectividade. Um vínculo que é feito de tempo, porque também é memória e herança cultural de gerações passadas, e que importa preservar, porque "a cidade não pode ser a ausência de ternura acerca dos lugares e das pessoas". O leitor é cativado pela escrita pessoal que lhe desvenda tradições, usos, costumes, superstições, romarias, bairrismos, folguedos, devoções, festejos, receitas culinárias, artes, canções e tantas outras facetas da vida portuense. É a voz de alguém que é testemunha e cúmplice de tudo o que descreve, mas que o sabe fazer com a lucidez de quem tem da sua cidade uma visão mais ampla do que os limites geográficos em que ela se confina. Este percurso, através das tradições de uma cidade, leva-nos ao reencontro com as nossas próprias raízes culturais. Por isso, a leitura desta obra constitui ponto de referência obrigatório, porque também ela é património cultural de todos os portugueses.

Tradições populares do Porto

tradicoes populares do porto €18

Helder Pacheco
Disponib. - Em stock

Mais detalhes
  • Ano
  • 1985
  • Edição
  • 2
  • Código
  • LT002878
  • Detalhes físicos

  • Nº Páginas
  • 174
Descrição
Neste livro, a cidade é vista enquanto conjunto de espaços, monumentos e locais, mas toma como sujeito a própria vida da colectividade humana que a habita e lhe confere o seu "espírito oculto" - o seu vínculo às alegrias, tristezas, necessidades e aspirações dessa colectividade. Um vínculo que é feito de tempo, porque também é memória e herança cultural de gerações passadas, e que importa preservar, porque "a cidade não pode ser a ausência de ternura acerca dos lugares e das pessoas". O leitor é cativado pela escrita pessoal que lhe desvenda tradições, usos, costumes, superstições, romarias, bairrismos, folguedos, devoções, festejos, receitas culinárias, artes, canções e tantas outras facetas da vida portuense. É a voz de alguém que é testemunha e cúmplice de tudo o que descreve, mas que o sabe fazer com a lucidez de quem tem da sua cidade uma visão mais ampla do que os limites geográficos em que ela se confina. Este percurso, através das tradições de uma cidade, leva-nos ao reencontro com as nossas próprias raízes culturais. Por isso, a leitura desta obra constitui ponto de referência obrigatório, porque também ela é património cultural de todos os portugueses.