• 967 224 138
  • Contactos

Jorge Barbosa – Poesia inédita e dispersa

LT009124
1993
Jorge Barbosa

Editora ALAC
Idioma Português PT
Estado : Usado 5/5
Encadernação : Brochado
Disponib. - Em stock

€15
Mais detalhes
  • Ano
  • 1993
  • Colecção
  • Para a História das Literaturas Africanas de Expressão Portuguesa
  • Edição
  • 1
  • Código
  • LT009124
  • Detalhes físicos
  • Nº Páginas
  • 153

Descrição

Prefácio, organização e notas de Elsa Rodrigues dos Santos

«A recolha destes poemas de Jorge Barbosa constitui um trabalho que venho a perseguir, numa procura exaustiva, desde 84, por altura da preparação da minha tese de Mestrado em Literaturas Africanas que teve como tema As máscaras poéticas de Jorge Barbosa e a mundividência cabo-verdiana. Esta tese foi publicada, em 89, pela Editorial Caminho e nela já fazia referência a muitos destes poemas e analisava-os dentro do âmbito das vias de que me propunha tratar. Daí que, no meu prefácio, algumas considerações estão próximas das que referi anteriormente no meu livro, remetendo o leitor para essa reflexão mais aprofundada que não é possível num prefácio de dez páginas. A publicação desta poética inédita de Jorge Barbosa deve-se ao Professor Manuel Ferreira, desde sempre ligado a este projecto, pois, sendo então professor da Faculdade de Letras e dirigindo os Mestrados das Literaturas Africanas de Língua Portuguesa, foi meu orientador da tese. Por isso, é-me particularmente grato que tivesse sido ele o Editor, através das suas Edições ALAC, que tantas obras dentro desta área tem trazido à luz dos nossos dias, algumas esquecidas, outras esgiotadas, mas todas de grande interesse para os estudos africanos. Hoje desaparecido, mas em nós sempre presente, elevo um pensamento de muita gratidão, saudade e respeito por tudo aquilo que representou para os estudos africanos e seus investigadores e, particularmente, pelo entusiasmo com que se empenhou na publicação desta obra no sentido do enriquecimento do património cabo-verdiano. Projecto que foi concretizado por sua mulher, a escritora Orlanda Amarílis, a quem se reiteram os agradecimentos.» Elsa Rodrigues dos Santos

Jorge Barbosa – Poesia inédita e dispersa

€15

LT009124
1993
Jorge Barbosa
Editora ALAC
Idioma Português PT
Estado : Usado 5/5
Encadernação : Brochado
Disponib. - Em stock

Mais detalhes
  • Ano
  • 1993
  • Colecção
  • Para a História das Literaturas Africanas de Expressão Portuguesa
  • Edição
  • 1
  • Código
  • LT009124
  • Detalhes físicos

  • Nº Páginas
  • 153
Descrição

Prefácio, organização e notas de Elsa Rodrigues dos Santos

«A recolha destes poemas de Jorge Barbosa constitui um trabalho que venho a perseguir, numa procura exaustiva, desde 84, por altura da preparação da minha tese de Mestrado em Literaturas Africanas que teve como tema As máscaras poéticas de Jorge Barbosa e a mundividência cabo-verdiana. Esta tese foi publicada, em 89, pela Editorial Caminho e nela já fazia referência a muitos destes poemas e analisava-os dentro do âmbito das vias de que me propunha tratar. Daí que, no meu prefácio, algumas considerações estão próximas das que referi anteriormente no meu livro, remetendo o leitor para essa reflexão mais aprofundada que não é possível num prefácio de dez páginas. A publicação desta poética inédita de Jorge Barbosa deve-se ao Professor Manuel Ferreira, desde sempre ligado a este projecto, pois, sendo então professor da Faculdade de Letras e dirigindo os Mestrados das Literaturas Africanas de Língua Portuguesa, foi meu orientador da tese. Por isso, é-me particularmente grato que tivesse sido ele o Editor, através das suas Edições ALAC, que tantas obras dentro desta área tem trazido à luz dos nossos dias, algumas esquecidas, outras esgiotadas, mas todas de grande interesse para os estudos africanos. Hoje desaparecido, mas em nós sempre presente, elevo um pensamento de muita gratidão, saudade e respeito por tudo aquilo que representou para os estudos africanos e seus investigadores e, particularmente, pelo entusiasmo com que se empenhou na publicação desta obra no sentido do enriquecimento do património cabo-verdiano. Projecto que foi concretizado por sua mulher, a escritora Orlanda Amarílis, a quem se reiteram os agradecimentos.» Elsa Rodrigues dos Santos