• 967 224 138
  • Contactos

O lago da lua

LT005360
1999
Ana Paula Tavares

Editora Caminho
Idioma Português PT
Estado : Usado 5/5
Encadernação : Brochado
Disponib. - Em stock

€10
Mais detalhes
  • Ano
  • 1999
  • Colecção
  • Caminho da Poesia
  • Edição
  • 1
  • Código
  • LT005360
  • ISBN
  • 9789722112666
  • Detalhes físicos
  • Dimensões
  • 14,00 x 21,00 x
  • Nº Páginas
  • 55

Descrição

Primeira Edição.

Ana Paula Tavares nasceu na Huíla, Sul de Angola, em 1952. É historiadora, tendo obtido o grau de Mestre em Literaturas Africanas de Língua Portuguesa. Em Angola, publicou Ritos de Passagem (poesia), União dos Escritores Angolanos, 1985; em 1998 sai na Praia, Cabo Verde, O Sangue da Buganvílias (crónicas); tem publicados poemas dispersos em antologias e jornais na Galiza e no Brasil.O Lago da Lua é o seu mais recente livro de poemas, que a Caminho agora edita. Poema O Lago da Lua / No lago branco da lua / lavei meu primeiro sangue / Ao lago branco da lua / voltaria cada mês / para lavar / meu sangue eterno / a cada lua / No lago branco da lua / misturei meu sangue e barro branco / e fiz a caneca / onde bebo / a água amarga da minha sede sem fim / o mel dos dias claros. / Neste lago deposito / minha reserva de sonhos / para tomar.

O lago da lua

€10

LT005360
1999
Ana Paula Tavares
Editora Caminho
Idioma Português PT
Estado : Usado 5/5
Encadernação : Brochado
Disponib. - Em stock

Mais detalhes
  • Ano
  • 1999
  • Colecção
  • Caminho da Poesia
  • Edição
  • 1
  • Código
  • LT005360
  • ISBN
  • 9789722112666
  • Detalhes físicos

  • Dimensões
  • 14,00 x 21,00 x
  • Nº Páginas
  • 55
Descrição

Primeira Edição.

Ana Paula Tavares nasceu na Huíla, Sul de Angola, em 1952. É historiadora, tendo obtido o grau de Mestre em Literaturas Africanas de Língua Portuguesa. Em Angola, publicou Ritos de Passagem (poesia), União dos Escritores Angolanos, 1985; em 1998 sai na Praia, Cabo Verde, O Sangue da Buganvílias (crónicas); tem publicados poemas dispersos em antologias e jornais na Galiza e no Brasil.O Lago da Lua é o seu mais recente livro de poemas, que a Caminho agora edita. Poema O Lago da Lua / No lago branco da lua / lavei meu primeiro sangue / Ao lago branco da lua / voltaria cada mês / para lavar / meu sangue eterno / a cada lua / No lago branco da lua / misturei meu sangue e barro branco / e fiz a caneca / onde bebo / a água amarga da minha sede sem fim / o mel dos dias claros. / Neste lago deposito / minha reserva de sonhos / para tomar.