• 967 224 138
  • Contactos

Dos confins dos bosques para a civilização

LT009423
2006
Charles Alexander Eastman (Oiiesa)

Editora Antígona
Idioma Português PT
Estado : Usado 5/5
Encadernação : Brochado
Disponib. - Em stock

€12
Mais detalhes
  • Ano
  • 2006
  • Tradutor
  • Fernando Gonçalves
  • Código
  • LT009423
  • Detalhes físicos
  • Nº Páginas
  • 180

Descrição

Charles Alexander Eastman, nome de baptismo de Oiiesa «o Vencedor», índio sioux, trocou os bosques da sua silvestre infância por Nova Inglaterra, palco da grande civilização branca. Depois de se tornar médico, destacando-se entre os melhores e granjeando notoriedade, viu-se confrontado com o embuste da cultura que perfilhara. Recusou categoricamente pactuar com o saque sistemático do seu povo e vender-se às virtudes da glória cristã, adoptando sempre uma postura crítica face à mesma e denunciando a corrupção do sistema. Tal postura valeu-lhe por exemplo a suspensão do exercício da sua actividade médica. Numa altura em que os índios se encontravam já completamente aculturados alheados das suas raízes nativas ou incapazes de contar a sua própria história devido ao baixo índice de alfabetização, Eastman destaca-se com este relato vivo, fresco e enérgico, imensamente lúcido, acerca de uma das mais vergonhosas páginas da história da Humanidade, a «Conquista das Américas».

Dos confins dos bosques para a civilização

€12

LT009423
2006
Charles Alexander Eastman (Oiiesa)
Editora Antígona
Idioma Português PT
Estado : Usado 5/5
Encadernação : Brochado
Disponib. - Em stock

Mais detalhes
  • Ano
  • 2006
  • Tradutor
  • Fernando Gonçalves
  • Código
  • LT009423
  • Detalhes físicos

  • Nº Páginas
  • 180
Descrição

Charles Alexander Eastman, nome de baptismo de Oiiesa «o Vencedor», índio sioux, trocou os bosques da sua silvestre infância por Nova Inglaterra, palco da grande civilização branca. Depois de se tornar médico, destacando-se entre os melhores e granjeando notoriedade, viu-se confrontado com o embuste da cultura que perfilhara. Recusou categoricamente pactuar com o saque sistemático do seu povo e vender-se às virtudes da glória cristã, adoptando sempre uma postura crítica face à mesma e denunciando a corrupção do sistema. Tal postura valeu-lhe por exemplo a suspensão do exercício da sua actividade médica. Numa altura em que os índios se encontravam já completamente aculturados alheados das suas raízes nativas ou incapazes de contar a sua própria história devido ao baixo índice de alfabetização, Eastman destaca-se com este relato vivo, fresco e enérgico, imensamente lúcido, acerca de uma das mais vergonhosas páginas da história da Humanidade, a «Conquista das Américas».