• 967 224 138
  • Contactos

O lobo, o bosque e o Homem Novo

Senel Paz
Difel
Português PT

Estado : Usado 5/5
Encadernação : Brochado
Disponib. - Em stock

€6
Mais detalhes
  • Ano
  • 1996
  • Idioma Original
  • Castelhano
  • Tradutor
  • José Vaz Pereira
  • Código
  • LT002228
  • ISBN
  • 9789722903417
  • Detalhes físicos
  • Dimensões
  • 12,00 x 19,00 x
  • Nº Páginas
  • 63

Descrição

David, jovem revolucionário, conhece Diego, um homossexual assumido, patriota e nacionalista na verdadeira tradição cubana. A amizade que se estabelece entre os dois coloca-o perante um dilema: o dever “patriótico” da denúncia ou a aceitação de uma amizade inesperada, nova, insuspeita, limpa e intensa, que lhe vai abrindo os olhos do corpo e da alma para a existência de outras concepções da vida, outros valores humanos e livres, com todo o direito de existir e a manifestar-se, e, acima de tudo, susceptíveis de conviverem com os valores oficiais. O Lobo, o Bosque e o Homem Novo, longe do sentimentalismo e da auto-compaixão é um canto à amizade e à tolerância, humanamente caloroso e cheio de espírito.


Senel Paz
Difel
Português PT
Estado : Usado 5/5
Encadernação : Brochado
Disponib. - Em stock

Mais detalhes
  • Ano
  • 1996
  • Idioma Original
  • Castelhano
  • Tradutor
  • José Vaz Pereira
  • Código
  • LT002228
  • ISBN
  • 9789722903417
  • Detalhes físicos

  • Dimensões
  • 12,00 x 19,00 x
  • Nº Páginas
  • 63
Descrição

David, jovem revolucionário, conhece Diego, um homossexual assumido, patriota e nacionalista na verdadeira tradição cubana. A amizade que se estabelece entre os dois coloca-o perante um dilema: o dever “patriótico” da denúncia ou a aceitação de uma amizade inesperada, nova, insuspeita, limpa e intensa, que lhe vai abrindo os olhos do corpo e da alma para a existência de outras concepções da vida, outros valores humanos e livres, com todo o direito de existir e a manifestar-se, e, acima de tudo, susceptíveis de conviverem com os valores oficiais. O Lobo, o Bosque e o Homem Novo, longe do sentimentalismo e da auto-compaixão é um canto à amizade e à tolerância, humanamente caloroso e cheio de espírito.