• 967 224 138 *
  • Contactos

Três homens num bote (sem falar no cão)

LT016062

J. K. Jerome

Editora Livraria Bertrand
Idioma Português PT
Estado : Usado 4/5
Encadernação : Brochado
Disponib. - Em stock

€5
Mais detalhes
  • Tradutor
  • Raquel Queiroz de Barros
  • Código
  • LT016062
  • Detalhes físicos
  • Dimensões
  • 12,00 x 19,00 x
  • Nº Páginas
  • 324

Descrição

Não fosse Jerome K. Jerome um dos maiores vultos do humor inglês e tudo o que haveria a dizer acerca de Três homens num barco caberia na genérica etiqueta «Livro de Bordo»: estamos afinal (são estas as palavras do autor) diante o registo «fiel» das peripécias vividas por George, Harris e J. (já para não falar do cão!) ao longo de uma passeata pelas águas do imponente Tamisa. As coisas complicam-se quando o suposto relato se revela a súmula de episódios tanto mais hilariantes quanto se pretender compará-los a uma simples viagem de barco. Publicado pela primeira vez em 1889, Três homens num barco foi entusiasticamente recebido na Inglaterra e nos Estados Unidos. Apenas a prova de que hoje, como nos itinerários burgueses da Inglaterra do século XIX, o humor e a ironia são bens ao serviço de alguns males bem humanos.

Três homens num bote (sem falar no cão)

€5

LT016062

J. K. Jerome
Editora Livraria Bertrand
Idioma Português PT
Estado : Usado 4/5
Encadernação : Brochado
Disponib. - Em stock

Mais detalhes
  • Tradutor
  • Raquel Queiroz de Barros
  • Código
  • LT016062
  • Detalhes físicos

  • Dimensões
  • 12,00 x 19,00 x
  • Nº Páginas
  • 324
Descrição

Não fosse Jerome K. Jerome um dos maiores vultos do humor inglês e tudo o que haveria a dizer acerca de Três homens num barco caberia na genérica etiqueta «Livro de Bordo»: estamos afinal (são estas as palavras do autor) diante o registo «fiel» das peripécias vividas por George, Harris e J. (já para não falar do cão!) ao longo de uma passeata pelas águas do imponente Tamisa. As coisas complicam-se quando o suposto relato se revela a súmula de episódios tanto mais hilariantes quanto se pretender compará-los a uma simples viagem de barco. Publicado pela primeira vez em 1889, Três homens num barco foi entusiasticamente recebido na Inglaterra e nos Estados Unidos. Apenas a prova de que hoje, como nos itinerários burgueses da Inglaterra do século XIX, o humor e a ironia são bens ao serviço de alguns males bem humanos.