• 967 224 138
  • Contactos

Zazie no Metro

LT008591
1965
Raymond Queneau

Editora Portugália
Idioma Português PT
Estado : Usado 4/5
Encadernação : Brochado
Disponib. - Em stock

€15
Mais detalhes
  • Ano
  • 1965
  • Colecção
  • Biblioteca dos Humoristas
  • Idioma Original
  • Francês
  • Tradutor
  • Alexandre Rodrigues
  • Capa
  • João da Câmara Leme
  • Código
  • LT008591
  • Detalhes físicos
  • Nº Páginas
  • 285

Descrição

«Zazie dans le métro é um romance que narra as andanças da desbocada Zazie por Paris. Vinda do interior, Zazie chega à capital para passar alguns dias, sob os cuidados do tio Gabriel, com duas obsessões na cabeça – andar de metro e usar uma calças jeans pela primeira vez. Mas uma greve dos transportes colectivos poderá impedi-la de realizar o seu sonho. Além disso, para ganhar os tão aguardados jeans, ela vê-se às voltas com um sujeito não muito confiável, que faz às vezes de polícia, mas pode muito bem se mostrar um pervertido. Foi com a publicação deste romance em 1959 que Raymond Queneau ganhou reconhecimento e destaque enquanto autor em França. A sua subsequente adaptação para o cinema, dirigida por Louis Malle em 1960, um dos expoentes da Nouvelle Vague, confirmou o sucesso tanto do livro quanto do filme. Zazie explora a linguagem coloquial opondo-se ao linguajar do francês escrito na época. A menina passeia pela Paris dos anos 50 na companhia de amigos do seu tio – um taxista, um sapateiro, um dono de bar, uma empregada de mesa e um papagaio, que passam o dia bebendo e conversando.» in rioaliancafrancesa.com.br

Zazie no Metro

€15

LT008591
1965
Raymond Queneau
Editora Portugália
Idioma Português PT
Estado : Usado 4/5
Encadernação : Brochado
Disponib. - Em stock

Mais detalhes
  • Ano
  • 1965
  • Colecção
  • Biblioteca dos Humoristas
  • Idioma Original
  • Francês
  • Tradutor
  • Alexandre Rodrigues
  • Capa
  • João da Câmara Leme
  • Código
  • LT008591
  • Detalhes físicos

  • Nº Páginas
  • 285
Descrição

«Zazie dans le métro é um romance que narra as andanças da desbocada Zazie por Paris. Vinda do interior, Zazie chega à capital para passar alguns dias, sob os cuidados do tio Gabriel, com duas obsessões na cabeça – andar de metro e usar uma calças jeans pela primeira vez. Mas uma greve dos transportes colectivos poderá impedi-la de realizar o seu sonho. Além disso, para ganhar os tão aguardados jeans, ela vê-se às voltas com um sujeito não muito confiável, que faz às vezes de polícia, mas pode muito bem se mostrar um pervertido. Foi com a publicação deste romance em 1959 que Raymond Queneau ganhou reconhecimento e destaque enquanto autor em França. A sua subsequente adaptação para o cinema, dirigida por Louis Malle em 1960, um dos expoentes da Nouvelle Vague, confirmou o sucesso tanto do livro quanto do filme. Zazie explora a linguagem coloquial opondo-se ao linguajar do francês escrito na época. A menina passeia pela Paris dos anos 50 na companhia de amigos do seu tio – um taxista, um sapateiro, um dono de bar, uma empregada de mesa e um papagaio, que passam o dia bebendo e conversando.» in rioaliancafrancesa.com.br