• 967 224 138
  • Contactos

A arquitectura gótica em Portugal

LT009546
1968
Mário T. Chicó

Editora Livros Horizonte
Idioma Português PT
Estado : Usado 4/5
Encadernação : Capa dura, com sobrecapa
Disponib. - Em stock

€15
Mais detalhes
  • Ano
  • 1968
  • Capa
  • Moura George
  • Edição
  • 2
  • Código
  • LT009546
  • Detalhes físicos
  • Dimensões
  • 17,00 x 24,00 x
  • Nº Páginas
  • 239

Descrição

Com Ex-Libris de Maria Antónia Palla

Profusamente ilustrado com gravuras, mapas, esquemas e desenhos arquitectónicos.

A época da expansão da arquitectura gótica é uma das mais brilhantes da arte europeia. É a época em que em França e em Inglaterra, nos países escandinavos e na Península aparece um estilo que é novo sob os aspectos da estrutura e da decoração e que constitui uma das manifestações mais originais da civilização ocidental. A essa época pertencem em França as catedrais de Paris, Laon, Bourges, Chartres e Amiens e em Portugal os grandes conventos de Alcobaça, Batalha e Santa Maria de Belém, as catedrais de Évora, Viseu, Silves e Guarda e numerosos mosteiros e castelos edificados no centro e no sul do país.

Depois de descrever os monumentos que representam a fase inicial da Arte Gótica no nosso país, o Professor Mário T. Chicó estuda as igrejas das ordens mendicantes e a sua influência no Mosteiro da Batalha e em numerosas igrejas manuelinas. Analisa ainda as construções renascentistas em que se mantêm vestígios estruturais e decorativos do novo estilo e a escultura que aparece nos princípios do século XIII e adquire considerável importância no fim da Idade Média e no reinado de D. Manuel.




LT009546
1968
Mário T. Chicó
Editora Livros Horizonte
Idioma Português PT
Estado : Usado 4/5
Encadernação : Capa dura, com sobrecapa
Disponib. - Em stock

Mais detalhes
  • Ano
  • 1968
  • Capa
  • Moura George
  • Edição
  • 2
  • Código
  • LT009546
  • Detalhes físicos

  • Dimensões
  • 17,00 x 24,00 x
  • Nº Páginas
  • 239
Descrição

Com Ex-Libris de Maria Antónia Palla

Profusamente ilustrado com gravuras, mapas, esquemas e desenhos arquitectónicos.

A época da expansão da arquitectura gótica é uma das mais brilhantes da arte europeia. É a época em que em França e em Inglaterra, nos países escandinavos e na Península aparece um estilo que é novo sob os aspectos da estrutura e da decoração e que constitui uma das manifestações mais originais da civilização ocidental. A essa época pertencem em França as catedrais de Paris, Laon, Bourges, Chartres e Amiens e em Portugal os grandes conventos de Alcobaça, Batalha e Santa Maria de Belém, as catedrais de Évora, Viseu, Silves e Guarda e numerosos mosteiros e castelos edificados no centro e no sul do país.

Depois de descrever os monumentos que representam a fase inicial da Arte Gótica no nosso país, o Professor Mário T. Chicó estuda as igrejas das ordens mendicantes e a sua influência no Mosteiro da Batalha e em numerosas igrejas manuelinas. Analisa ainda as construções renascentistas em que se mantêm vestígios estruturais e decorativos do novo estilo e a escultura que aparece nos princípios do século XIII e adquire considerável importância no fim da Idade Média e no reinado de D. Manuel.