• 967 224 138
  • Contactos

Arte e crítica de arte xx

Giulio Carlo Argan
Estampa
Português PT

Estado : Usado 5/5
Encadernação : Brochado
Disponib. - Por encomenda

€13
Mais detalhes
  • Ano
  • 1988
  • Colecção
  • Imprensa Universitária
  • Idioma Original
  • Italiano
  • Tradutor
  • Helena Gubernatis
  • Capa
  • Soares Rocha
  • Código
  • LT002344
  • Detalhes físicos
  • Dimensões
  • 14,00 x 21,00 x
  • Nº Páginas
  • 167

Descrição

Em "Arte e Crítica de Arte", Giulio Carlo Argan sustenta que "a cultura estruturalmente historicista se pode renovar reformulando as suas metodologias e tecnologias". Proposta de um "contributo à luta por uma intrínseca politicidade da cultura", este estudo insere-se numa maior questão, a de saber "se existem ou não afinidades profundas ou convergências finais entre os processos evolutivos de disciplinas fortemente diferenciadas, como são as que constituem o complicado "cloisonné" do saber contemporâneo". O autor relaciona a arte no séc. XX com uma série de domínios, tais como as ideologias políticas, a ciência, a literatura, o teatro, o cinema e a história.

Arte e crítica de arte xx

€13

Giulio Carlo Argan
Estampa
Português PT
Estado : Usado 5/5
Encadernação : Brochado
Disponib. - Por encomenda

Mais detalhes
  • Ano
  • 1988
  • Colecção
  • Imprensa Universitária
  • Idioma Original
  • Italiano
  • Tradutor
  • Helena Gubernatis
  • Capa
  • Soares Rocha
  • Código
  • LT002344
  • Detalhes físicos

  • Dimensões
  • 14,00 x 21,00 x
  • Nº Páginas
  • 167
Descrição

Em "Arte e Crítica de Arte", Giulio Carlo Argan sustenta que "a cultura estruturalmente historicista se pode renovar reformulando as suas metodologias e tecnologias". Proposta de um "contributo à luta por uma intrínseca politicidade da cultura", este estudo insere-se numa maior questão, a de saber "se existem ou não afinidades profundas ou convergências finais entre os processos evolutivos de disciplinas fortemente diferenciadas, como são as que constituem o complicado "cloisonné" do saber contemporâneo". O autor relaciona a arte no séc. XX com uma série de domínios, tais como as ideologias políticas, a ciência, a literatura, o teatro, o cinema e a história.