• 967 224 138
  • Contactos

A arte de comer em Portugal na Idade Média

LT009709
1986
Salvador Dias Arnaut

Editora INCM
Idioma Português PT
Estado : Usado 5/5
Encadernação : Brochado
Disponib. - Indisponível

€19
Mais detalhes
  • Ano
  • 1986
  • Edição
  • 1
  • Código
  • LT009709
  • Detalhes físicos
  • Nº Páginas
  • 139

Descrição

Aqui se analisam os hábitos alimentares dos portugueses durante a Idade Média (séc. XII-XV). A utilização do pão, da carne, do peixe e do vinho, entre outros alimentos; a dependência onde cozinhavam com o seu pessoal; o número de refeições; a sala de jantar e cerimonial à mesa, são alguns dos aspectos apresentados neste livro.


Salvador Dias Arnaut nasceu a 25 de Outubro de 1913 em Pastor, localidade do concelho de Penela, distrito de Coimbra. Era licenciado em Medicina, pela Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (1940) e em Ciências Histórico-Filosóficas, pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (1951), onde se doutorou em 1960, com a dissertação intitulada A Crise Nacional dos fins do século XIV: A sucessão de D. Fernando. Na FL-UC, exerceu funções docentes entre 1969 e 1984, onde foi ainda Director do Instituto de História Ultramarina (1965-1974), do Instituto de História da Expansão e do Colonialismo (1978-1984), subdirector da Faculdade de Letras (1971 e 1974) e Presidente da Comissão Científica do Grupo de História (1978-1984). Em 1962, foi eleito sócio correspondente da Academia Portuguesa da História. Pertenceu à Associação dos Arqueólogos Portugueses e foi sócio emérito da Sociedade Portuguesa de Estudos Medievais. Morreu em Coimbra, a 8 de Julho de 1995.

A arte de comer em Portugal na Idade Média

€19

LT009709
1986
Salvador Dias Arnaut
Editora INCM
Idioma Português PT
Estado : Usado 5/5
Encadernação : Brochado
Disponib. - Indisponível

Mais detalhes
  • Ano
  • 1986
  • Edição
  • 1
  • Código
  • LT009709
  • Detalhes físicos

  • Nº Páginas
  • 139
Descrição

Aqui se analisam os hábitos alimentares dos portugueses durante a Idade Média (séc. XII-XV). A utilização do pão, da carne, do peixe e do vinho, entre outros alimentos; a dependência onde cozinhavam com o seu pessoal; o número de refeições; a sala de jantar e cerimonial à mesa, são alguns dos aspectos apresentados neste livro.


Salvador Dias Arnaut nasceu a 25 de Outubro de 1913 em Pastor, localidade do concelho de Penela, distrito de Coimbra. Era licenciado em Medicina, pela Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (1940) e em Ciências Histórico-Filosóficas, pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (1951), onde se doutorou em 1960, com a dissertação intitulada A Crise Nacional dos fins do século XIV: A sucessão de D. Fernando. Na FL-UC, exerceu funções docentes entre 1969 e 1984, onde foi ainda Director do Instituto de História Ultramarina (1965-1974), do Instituto de História da Expansão e do Colonialismo (1978-1984), subdirector da Faculdade de Letras (1971 e 1974) e Presidente da Comissão Científica do Grupo de História (1978-1984). Em 1962, foi eleito sócio correspondente da Academia Portuguesa da História. Pertenceu à Associação dos Arqueólogos Portugueses e foi sócio emérito da Sociedade Portuguesa de Estudos Medievais. Morreu em Coimbra, a 8 de Julho de 1995.