• 967 224 138
  • Contactos

Íntimas suculências

LT010936

Laura Esquivel

Editora Asa
Idioma Português PT
Estado : Usado 5/5
Encadernação : Capa dura
Disponib. - Em stock

€10
Mais detalhes
  • Código
  • LT010936
  • Detalhes físicos
  • Dimensões
  • 13,00 x 18,00 x
  • Nº Páginas
  • 160

Descrição

Cada um é o que come, com quem come e como come. A nacionalidade não é determinada pelo lugar onde se nasceu, mas pelos sabores e cheiros que nos acompanham desde a infância. A partir deste lema, Laura Esquivel reuniu em livro um conjunto de textos - artigos, palestras, prólogos - que adquirem uma inesperada unidade e nos remetem para esse mundo mágico que tornou possível o fabuloso êxito mundial da sua obra mais carismática: Como Água Para Chocolate. Como ela própria escreveu, "publicar estes textos de novo adquirias um sentido: voltar a invocar a vida através desses retalhos de intimidade, voltar a recordar às pessoas que é indispensável ler e viver com a mesma intensidade, recordar-lhes novamente que, sem sabor, a vida não vale a pena ser vivida, e que sem o sabor da vida a literatura não existe". Sem ser um romance, Íntimas Suculências lê-se como um romance. E tem aquele sabor inesquecível das histórias que escutámos à volta da lareira.

Íntimas suculências

€10

LT010936

Laura Esquivel
Editora Asa
Idioma Português PT
Estado : Usado 5/5
Encadernação : Capa dura
Disponib. - Em stock

Mais detalhes
  • Código
  • LT010936
  • Detalhes físicos

  • Dimensões
  • 13,00 x 18,00 x
  • Nº Páginas
  • 160
Descrição

Cada um é o que come, com quem come e como come. A nacionalidade não é determinada pelo lugar onde se nasceu, mas pelos sabores e cheiros que nos acompanham desde a infância. A partir deste lema, Laura Esquivel reuniu em livro um conjunto de textos - artigos, palestras, prólogos - que adquirem uma inesperada unidade e nos remetem para esse mundo mágico que tornou possível o fabuloso êxito mundial da sua obra mais carismática: Como Água Para Chocolate. Como ela própria escreveu, "publicar estes textos de novo adquirias um sentido: voltar a invocar a vida através desses retalhos de intimidade, voltar a recordar às pessoas que é indispensável ler e viver com a mesma intensidade, recordar-lhes novamente que, sem sabor, a vida não vale a pena ser vivida, e que sem o sabor da vida a literatura não existe". Sem ser um romance, Íntimas Suculências lê-se como um romance. E tem aquele sabor inesquecível das histórias que escutámos à volta da lareira.