• 967 224 138
  • Contactos
Angola – Cinco séculos de exploração portuguesa xxxx

Angola – Cinco séculos de exploração portuguesa xxxx

Américo Boavida
Disponib. - Por encomenda

€12
Mais detalhes
  • Ano
  • 1981
  • Colecção
  • Estudos
  • Capa
  • Alceu Saldanha Coutinho
  • Código
  • LT001871
  • Detalhes físicos
  • Nº Páginas
  • 155

Descrição

AMÉRICO ALBERTO DE BARROS DE ASSIS BOAVIDA, nasceu em Luanda a 20 de Novembro de 1923. Fez os estudos primários e secundários na sua terra natal e concluiu o curso de Medicina na Universidade do Porto, em 1952. Realizou ainda estudos complementares de Medicina Tropical e Saúde Pública em Lisboa e obteve a especialidade de ginecologia e obstetrícia na Universidade de Barcelona, mais tarde completada com um estágio na Checoslováquia. Regressou a Angola em 1956 e exerceu Medicina em consultórios privados. Em 1960, no auge da intensificação da repressão colonial, refugiou-se na Guiné-Conakry, primeiro, e depois na República do Congo-Léopoldville, ingressando nas fileiras nacionalistas do MPLA.

Angola – Cinco séculos de exploração portuguesa xxxx

Angola – Cinco séculos de exploração portuguesa xxxx €12

Américo Boavida
Disponib. - Por encomenda

Mais detalhes
  • Ano
  • 1981
  • Colecção
  • Estudos
  • Capa
  • Alceu Saldanha Coutinho
  • Código
  • LT001871
  • Detalhes físicos

  • Nº Páginas
  • 155
Descrição

AMÉRICO ALBERTO DE BARROS DE ASSIS BOAVIDA, nasceu em Luanda a 20 de Novembro de 1923. Fez os estudos primários e secundários na sua terra natal e concluiu o curso de Medicina na Universidade do Porto, em 1952. Realizou ainda estudos complementares de Medicina Tropical e Saúde Pública em Lisboa e obteve a especialidade de ginecologia e obstetrícia na Universidade de Barcelona, mais tarde completada com um estágio na Checoslováquia. Regressou a Angola em 1956 e exerceu Medicina em consultórios privados. Em 1960, no auge da intensificação da repressão colonial, refugiou-se na Guiné-Conakry, primeiro, e depois na República do Congo-Léopoldville, ingressando nas fileiras nacionalistas do MPLA.