• 967 224 138
  • Contactos

Atrocidades Arménias: o extermínio de uma nação xx

Arnold Toynbee
Eyre & Spottiswoode
Português PT

Estado : Usado 4/5
Encadernação : Brochado
Disponib. - Por encomenda

€15
Mais detalhes
  • Ano
  • 1916
  • Código
  • LT002741
  • Detalhes físicos
  • Dimensões
  • 13,00 x 18,00 x
  • Nº Páginas
  • 172

Descrição

Com um discurso proferido por Lord Bryce na Câmara dos Comuns. Sobre o genocídio do povo arménio perpetrado pelos turcos. «O extermínio sistemático pelo governo otomano de seus súbditos arménios, minoritários dentro de sua pátria histórica, que se encontra no território que constitui a actual República da Turquia. O número total de pessoas mortas como resultado do genocídio é estimado entre 800 mil e 1,5 milhão. O dia 24 de Abril de 1915 é considerado como a data de início dos massacres, quando as autoridades otomanas prenderam e executaram cerca de 250 intelectuais e líderes comunitários arménios em Constantinopla. O genocídio foi realizada durante e após a Primeira Guerra Mundial e executado em duas fases: a matança da população masculina através de massacres e sujeição de recrutas do exército para o trabalho forçado, seguida pela deportação de mulheres, crianças, idosos e enfermos em marchas da morte que levavam ao deserto sírio. Impulsionada por escoltas militares, os deportados foram privados de comida e água e submetido a roubos, estupros e massacres periódicos. Outros grupos étnicos nativos e cristãos, como os assírios e gregos otomanos, também foram igualmente perseguidos pelo governo otomano e o seu tratamento é considerado por muitos historiadores como parte da mesma política genocida. A maioria das comunidades arménias que surgem após a diáspora deste povo por todo o mundo é um resultado directo do genocídio.»

Atrocidades Arménias: o extermínio de uma nação xx

€15

Arnold Toynbee
Eyre & Spottiswoode
Português PT
Estado : Usado 4/5
Encadernação : Brochado
Disponib. - Por encomenda

Mais detalhes
  • Ano
  • 1916
  • Código
  • LT002741
  • Detalhes físicos

  • Dimensões
  • 13,00 x 18,00 x
  • Nº Páginas
  • 172
Descrição

Com um discurso proferido por Lord Bryce na Câmara dos Comuns. Sobre o genocídio do povo arménio perpetrado pelos turcos. «O extermínio sistemático pelo governo otomano de seus súbditos arménios, minoritários dentro de sua pátria histórica, que se encontra no território que constitui a actual República da Turquia. O número total de pessoas mortas como resultado do genocídio é estimado entre 800 mil e 1,5 milhão. O dia 24 de Abril de 1915 é considerado como a data de início dos massacres, quando as autoridades otomanas prenderam e executaram cerca de 250 intelectuais e líderes comunitários arménios em Constantinopla. O genocídio foi realizada durante e após a Primeira Guerra Mundial e executado em duas fases: a matança da população masculina através de massacres e sujeição de recrutas do exército para o trabalho forçado, seguida pela deportação de mulheres, crianças, idosos e enfermos em marchas da morte que levavam ao deserto sírio. Impulsionada por escoltas militares, os deportados foram privados de comida e água e submetido a roubos, estupros e massacres periódicos. Outros grupos étnicos nativos e cristãos, como os assírios e gregos otomanos, também foram igualmente perseguidos pelo governo otomano e o seu tratamento é considerado por muitos historiadores como parte da mesma política genocida. A maioria das comunidades arménias que surgem após a diáspora deste povo por todo o mundo é um resultado directo do genocídio.»