• 967 224 138
  • Contactos

Os dias loucos do PREC

LT003543
2006
Adelino Gomes

Autores José Pedro Castanheira
Editora Público
Editora Expresso
Idioma Português PT
Estado : Como Novo
Disponib. - Indisponível

€25
Mais detalhes
  • Ano
  • 2006
  • Código
  • LT003543
  • ISBN
  • 5602841067577
  • Detalhes físicos
  • Dimensões
  • 19,00 x 27,00 x
  • Nº Páginas
  • 431

Descrição

Na capa, ilustração de João Abel Manta.

Prefácio de Gonçalo M. Tavares.

“O Expresso e o Público, numa associação inédita, revisitaram o Verão Quente de 1975, ‘Meses em brasa’ em que Portugal esteve à beira da guerra civil. Um tempo que passou à História como o PREC (Processo Revolucionário em Curso), iniciado a 11 de Março e concluído a 25 de Novembro. Este livro, da autoria dos jornalistas Adelino Gomes e José Pedro Castanheira, tem como base artigos publicados há um ano nos dois jornais. Mas agora acrescentam-se novas informações, fotografias inéditas, infografias e índices que permitem uma consulta rápida, quer dos acontecimentos, quer dos protagonistas (...)”.


LT003543
2006
Adelino Gomes
Autores José Pedro Castanheira
Editora Público
Editora Expresso
Idioma Português PT
Estado : Como Novo
Disponib. - Indisponível

Mais detalhes
  • Ano
  • 2006
  • Código
  • LT003543
  • ISBN
  • 5602841067577
  • Detalhes físicos

  • Dimensões
  • 19,00 x 27,00 x
  • Nº Páginas
  • 431
Descrição

Na capa, ilustração de João Abel Manta.

Prefácio de Gonçalo M. Tavares.

“O Expresso e o Público, numa associação inédita, revisitaram o Verão Quente de 1975, ‘Meses em brasa’ em que Portugal esteve à beira da guerra civil. Um tempo que passou à História como o PREC (Processo Revolucionário em Curso), iniciado a 11 de Março e concluído a 25 de Novembro. Este livro, da autoria dos jornalistas Adelino Gomes e José Pedro Castanheira, tem como base artigos publicados há um ano nos dois jornais. Mas agora acrescentam-se novas informações, fotografias inéditas, infografias e índices que permitem uma consulta rápida, quer dos acontecimentos, quer dos protagonistas (...)”.