• 967 224 138
  • Contactos
aromas de urze e de lama

Aromas de urze e de lama

João de Pina Cabral
Disponib. - Em stock

€12
Mais detalhes
  • Ano
  • 1992
  • Edição
  • 1
  • Código
  • LT003164
  • Detalhes físicos
  • Nº Páginas
  • 177

Descrição

«Viagem de um antropólogo ao Alto Minho» Aromas de Urze e de Lama é um ensaio de etnopoética situado na área nebulosa entre a experiência vivida e a ficção. O leitor encontra relatos das vidas e das mortes dos camponeses minhotos, das suas noções, dos seus fantasmas, dos seus amores, dos seus medos - recentes ou antigos, verosímeis ou fantasiosos. Na sua viagem ao terreno, o antropólogo recolhe «dados» com os quais escreve uma monografia etnográfica. Algo, no entanto, fica por contar; algo que não é factual nem ficcional: a experiencia vivida, a catálise efectuada por essa viagem na sua personalidade e na sua própria visão do mundo. Estas são as «historias» com que o Alto Minho marcou o narrador - e a sua expêriencia que, por fim, dá unidade ao texto. Ilustrações de Ruth Rosengarten

Aromas de urze e de lama

aromas de urze e de lama €12

João de Pina Cabral
Disponib. - Em stock

Mais detalhes
  • Ano
  • 1992
  • Edição
  • 1
  • Código
  • LT003164
  • Detalhes físicos

  • Nº Páginas
  • 177
Descrição
«Viagem de um antropólogo ao Alto Minho» Aromas de Urze e de Lama é um ensaio de etnopoética situado na área nebulosa entre a experiência vivida e a ficção. O leitor encontra relatos das vidas e das mortes dos camponeses minhotos, das suas noções, dos seus fantasmas, dos seus amores, dos seus medos - recentes ou antigos, verosímeis ou fantasiosos. Na sua viagem ao terreno, o antropólogo recolhe «dados» com os quais escreve uma monografia etnográfica. Algo, no entanto, fica por contar; algo que não é factual nem ficcional: a experiencia vivida, a catálise efectuada por essa viagem na sua personalidade e na sua própria visão do mundo. Estas são as «historias» com que o Alto Minho marcou o narrador - e a sua expêriencia que, por fim, dá unidade ao texto. Ilustrações de Ruth Rosengarten