• 967 224 138
  • Contactos

Vidro, ironia e Deus

LT010194
2021
Anne Carson

Editora Não Edições
Idioma Português PT
Estado : Novo
Encadernação : Brochado
Disponib. - Em stock

€15
Mais detalhes
  • Ano
  • 2021
  • Colecção
  • Traditore
  • Idioma Original
  • Inglês
  • Tradutor
  • Tatiana Faia
  • Edição
  • 1
  • Código
  • LT010194
  • Detalhes físicos
  • Dimensões
  • 14,00 x 20,00 x
  • Nº Páginas
  • 169

Descrição

A poesia de Anne Carson tem sido caracterizada pelos críticos como ‘ensaios’, ‘pequenas palestras’ ou ‘narrativas em verso’ numa voz singular. Com o livro VIDRO, IRONIA E DEUS a autora entretece diversos fios poéticos, antigos e contemporâneos, num conjunto de seis textos: cinco longos poemas e um ensaio final em prosa. Aqui se incluem “O Ensaio de Vidro”, sobre o fim de um amor contado a partir de leituras de Emily Brontë, “Homens da TV”, onde Heitor de Tróia, Artaud e Safo, entre outros, figuram como personagens televisivas, ou “A Queda de Roma”, a propósito de uma viagem de Carson para descobrir a cidade e a sua tentativa de ultrapassar a terrível alienação que aí sentiu.

Vidro, ironia e Deus

€15

LT010194
2021
Anne Carson
Editora Não Edições
Idioma Português PT
Estado : Novo
Encadernação : Brochado
Disponib. - Em stock

Mais detalhes
  • Ano
  • 2021
  • Colecção
  • Traditore
  • Idioma Original
  • Inglês
  • Tradutor
  • Tatiana Faia
  • Edição
  • 1
  • Código
  • LT010194
  • Detalhes físicos

  • Dimensões
  • 14,00 x 20,00 x
  • Nº Páginas
  • 169
Descrição

A poesia de Anne Carson tem sido caracterizada pelos críticos como ‘ensaios’, ‘pequenas palestras’ ou ‘narrativas em verso’ numa voz singular. Com o livro VIDRO, IRONIA E DEUS a autora entretece diversos fios poéticos, antigos e contemporâneos, num conjunto de seis textos: cinco longos poemas e um ensaio final em prosa. Aqui se incluem “O Ensaio de Vidro”, sobre o fim de um amor contado a partir de leituras de Emily Brontë, “Homens da TV”, onde Heitor de Tróia, Artaud e Safo, entre outros, figuram como personagens televisivas, ou “A Queda de Roma”, a propósito de uma viagem de Carson para descobrir a cidade e a sua tentativa de ultrapassar a terrível alienação que aí sentiu.