• 967 224 138
  • Contactos

33 revoluções

LT006178

Canek Sánchez Guevara

Editora Ponto de Fuga
Idioma Português PT
Estado : Novo
Encadernação : Brochado
Disponib. - Em stock

€5
Mais detalhes
  • Código
  • LT006178

Descrição

Neto de Che Guevara, filho de militantes da extrema esquerda, Canek Sánchez Guevara (1974-2015) deixou inéditos poucos textos ficcionais, dentre os quais o breve romance e os cinco contos presentes neste volume, em que explicita seu desencanto com o legado do avô. O principal texto, 33 revoluções, é um relato singular sobre uma geração que se decepcionou com os ideais da revolução, um retrato mordaz do dia a dia na ilha e também uma ficção comovente sobre o despertar de um jovem, um cubano negro, filho de militantes como o autor. Depois da morte do pai, acusado de peculato, e da fuga da mãe para Madrid, o rapaz se separa da mulher e passa o tempo na companhia de um vizinho russo, com quem descobre o prazer da leitura. Aos poucos, os livros abrem seus olhos para a disparidade entre a propaganda do partido e o cinza que o rodeia: a rotina de escritório, as queixas dos colegas, seus próprios pensamentos girando como um disco quebrado. O desapontamento cresce até o dia em que declara desinteresse em ser nformante – e então os verdadeiros problemas começam.

33 revoluções

€5

LT006178

Canek Sánchez Guevara
Editora Ponto de Fuga
Idioma Português PT
Estado : Novo
Encadernação : Brochado
Disponib. - Em stock

Mais detalhes
  • Código
  • LT006178
Descrição

Neto de Che Guevara, filho de militantes da extrema esquerda, Canek Sánchez Guevara (1974-2015) deixou inéditos poucos textos ficcionais, dentre os quais o breve romance e os cinco contos presentes neste volume, em que explicita seu desencanto com o legado do avô. O principal texto, 33 revoluções, é um relato singular sobre uma geração que se decepcionou com os ideais da revolução, um retrato mordaz do dia a dia na ilha e também uma ficção comovente sobre o despertar de um jovem, um cubano negro, filho de militantes como o autor. Depois da morte do pai, acusado de peculato, e da fuga da mãe para Madrid, o rapaz se separa da mulher e passa o tempo na companhia de um vizinho russo, com quem descobre o prazer da leitura. Aos poucos, os livros abrem seus olhos para a disparidade entre a propaganda do partido e o cinza que o rodeia: a rotina de escritório, as queixas dos colegas, seus próprios pensamentos girando como um disco quebrado. O desapontamento cresce até o dia em que declara desinteresse em ser nformante – e então os verdadeiros problemas começam.