• 967 224 138
  • Contactos

A taça de ouro

LT010331
2007
John Steinbeck

Editora Livros do Brasil
Idioma Português PT
Estado : Usado 5/5
Encadernação : Brochado
Disponib. - Indisponível

€8
Mais detalhes
  • Ano
  • 2007
  • Idioma Original
  • Inglês
  • Tradutor
  • Carlos Cunha, Alfredo Margarido
  • Capa
  • Infante do Carmo
  • Código
  • LT010331
  • Detalhes físicos
  • Dimensões
  • 14,00 x 21,00
  • Nº Páginas
  • 237

Descrição

Publicado em 1929, A Taça de Ouro foi o romance de estreia de John Steinbeck e constitui ainda hoje, para muitos dos seus leitores, uma obra de culto. Inspirado na vida do corsário britânico Henry Morgan, centra-se no episódio do saque da cidade do Panamá, por alguns designada como a «taça de ouro». Henry Morgan dominou o mar das Caraíbas por volta de 1670, semeando a destruição e pilhando as costas de Cuba e de todo o continente americano, espalhando o terror por onde quer que passasse. A sua ambição e a sua ânsia de poder não tinham limites. Duas paixões absorviam-no por inteiro: possuir uma mulher misteriosa conhecida como La Santa Roja, a santa vermelha, e conquistar o Panamá para subtrair a «taça de ouro» das mãos dos ocupantes espanhóis. Originalmente subintitulado «Uma vida de Sir Henry Morgan, corsário, com ocasionais referências à História», esta brilhante fantasia, de um lirismo quase barroco, foi o único romance histórico escrito por John Steinbeck.

A taça de ouro

€8

LT010331
2007
John Steinbeck
Editora Livros do Brasil
Idioma Português PT
Estado : Usado 5/5
Encadernação : Brochado
Disponib. - Indisponível

Mais detalhes
  • Ano
  • 2007
  • Idioma Original
  • Inglês
  • Tradutor
  • Carlos Cunha, Alfredo Margarido
  • Capa
  • Infante do Carmo
  • Código
  • LT010331
  • Detalhes físicos

  • Dimensões
  • 14,00 x 21,00
  • Nº Páginas
  • 237
Descrição

Publicado em 1929, A Taça de Ouro foi o romance de estreia de John Steinbeck e constitui ainda hoje, para muitos dos seus leitores, uma obra de culto. Inspirado na vida do corsário britânico Henry Morgan, centra-se no episódio do saque da cidade do Panamá, por alguns designada como a «taça de ouro». Henry Morgan dominou o mar das Caraíbas por volta de 1670, semeando a destruição e pilhando as costas de Cuba e de todo o continente americano, espalhando o terror por onde quer que passasse. A sua ambição e a sua ânsia de poder não tinham limites. Duas paixões absorviam-no por inteiro: possuir uma mulher misteriosa conhecida como La Santa Roja, a santa vermelha, e conquistar o Panamá para subtrair a «taça de ouro» das mãos dos ocupantes espanhóis. Originalmente subintitulado «Uma vida de Sir Henry Morgan, corsário, com ocasionais referências à História», esta brilhante fantasia, de um lirismo quase barroco, foi o único romance histórico escrito por John Steinbeck.