• 967 224 138
  • Contactos

Constance ou práticas solitárias

LT009062

Lawrence Durrell

Editora Difel
Idioma Português PT
Estado : Usado 5/5
Encadernação : Brochado
Disponib. - Em stock

€11
Mais detalhes
  • Idioma Original
  • Inglês
  • Tradutor
  • Daniel Gonçalves
  • Código
  • LT009062
  • Detalhes físicos
  • Nº Páginas
  • 410

Descrição

3º Volume de O Quinteto de Avignon

«O romance é dividido em 15 partes (com um apêndice, que é o “Testamento de Pedro, o Grande,” o qual complementa a ideologia dos “Protocolos dos Sábios do Sião” para os personagens simpatizantes do nacional-socialismo). A primeira parte é um tour-de-force narrativo excepcional, no qual parece que Durrell está nos dizendo: olha como eu poderia escrever uma narrativa lapidar, se quisesse. Há uma rápida abertura, com a cidade de Avignon já tomada pelos alemães (embora fique numa risível “zona livre”), momento em que Quatrefages, aquele funcionário de Lord Galen obcecado pelos templários, é torturado pelos nazistas (o próprio Hitler tinha uma cisma com essa questão e investiu muito na pesquisa da localização do suposto tesouro). Logo a seguir, recua-se um pouco e ainda nos primórdios da guerra, antes da Ocupação, o grupo de ingleses passa suas maravilhosas e míticas férias no castelo de Tu Duc: os irmãos Constance, Livia e Hilary, donos do lugar, e seus amigos e convidados Blanford e Sam, além do cônsul Felix Chatto.» in armonte.wordpress.com

Constance ou práticas solitárias

€11

LT009062

Lawrence Durrell
Editora Difel
Idioma Português PT
Estado : Usado 5/5
Encadernação : Brochado
Disponib. - Em stock

Mais detalhes
  • Idioma Original
  • Inglês
  • Tradutor
  • Daniel Gonçalves
  • Código
  • LT009062
  • Detalhes físicos

  • Nº Páginas
  • 410
Descrição

3º Volume de O Quinteto de Avignon

«O romance é dividido em 15 partes (com um apêndice, que é o “Testamento de Pedro, o Grande,” o qual complementa a ideologia dos “Protocolos dos Sábios do Sião” para os personagens simpatizantes do nacional-socialismo). A primeira parte é um tour-de-force narrativo excepcional, no qual parece que Durrell está nos dizendo: olha como eu poderia escrever uma narrativa lapidar, se quisesse. Há uma rápida abertura, com a cidade de Avignon já tomada pelos alemães (embora fique numa risível “zona livre”), momento em que Quatrefages, aquele funcionário de Lord Galen obcecado pelos templários, é torturado pelos nazistas (o próprio Hitler tinha uma cisma com essa questão e investiu muito na pesquisa da localização do suposto tesouro). Logo a seguir, recua-se um pouco e ainda nos primórdios da guerra, antes da Ocupação, o grupo de ingleses passa suas maravilhosas e míticas férias no castelo de Tu Duc: os irmãos Constance, Livia e Hilary, donos do lugar, e seus amigos e convidados Blanford e Sam, além do cônsul Felix Chatto.» in armonte.wordpress.com