• 967 224 138
  • Contactos
Nó cego x

Nó cego x

Carlos Vale Ferraz
Disponib. - Por encomenda

€8
Mais detalhes
  • Ano
  • 1983
  • Colecção
  • Autores da Língua Portuguesa
  • Capa
  • Rogério Petinga
  • Edição
  • 2
  • Código
  • LT002782
  • Detalhes físicos
  • Nº Páginas
  • 354

Descrição

Nó Cego é hoje um clássico da literatura portuguesa. É objecto de estudo e de atenção nos meios universitários, mas é, continua a ser, antes de tudo, um grande e poderoso romance dos nossos dias. É um romance essencial para as actuais gerações de portugueses viverem o período crucial da nossa História que foram os anos da guerra e o fim do regime de ditadura, mas é-o também para conhecer os dramas, as angústias, as alegrias e as tristezas duma geração que fez a guerra e que a terminou, duma geração de portugueses que abriram Portugal à modernidade. Nó Cego transformou-se num romance de culto duma geração que esteve envolvida na guerra colonial e que, a partir dela, entrou em ruptura com o regime português de ditadura. Carlos Vale Ferraz fez, nesta edição, uma profunda revisão. Mantendo a estrutura da obra, tornou a narrativa mais intensa, com uma linguagem mais depurada, com as situações mais definidas na sua complexidade. Um texto onde o leitor se sinta melhor situado dentro da acção. E é assim que Nó Cego participa simultaneamente do documento e do monumento, do poderoso testemunho e da excelente literatura.

Nó cego x

Nó cego x €8

Carlos Vale Ferraz
Disponib. - Por encomenda

Mais detalhes
  • Ano
  • 1983
  • Colecção
  • Autores da Língua Portuguesa
  • Capa
  • Rogério Petinga
  • Edição
  • 2
  • Código
  • LT002782
  • Detalhes físicos

  • Nº Páginas
  • 354
Descrição

Nó Cego é hoje um clássico da literatura portuguesa. É objecto de estudo e de atenção nos meios universitários, mas é, continua a ser, antes de tudo, um grande e poderoso romance dos nossos dias. É um romance essencial para as actuais gerações de portugueses viverem o período crucial da nossa História que foram os anos da guerra e o fim do regime de ditadura, mas é-o também para conhecer os dramas, as angústias, as alegrias e as tristezas duma geração que fez a guerra e que a terminou, duma geração de portugueses que abriram Portugal à modernidade. Nó Cego transformou-se num romance de culto duma geração que esteve envolvida na guerra colonial e que, a partir dela, entrou em ruptura com o regime português de ditadura. Carlos Vale Ferraz fez, nesta edição, uma profunda revisão. Mantendo a estrutura da obra, tornou a narrativa mais intensa, com uma linguagem mais depurada, com as situações mais definidas na sua complexidade. Um texto onde o leitor se sinta melhor situado dentro da acção. E é assim que Nó Cego participa simultaneamente do documento e do monumento, do poderoso testemunho e da excelente literatura.