• 967 224 138
  • Contactos

O sorriso aos pés da escada

Henry Miller
Ulisseia
Português PT

Estado : Usado 4/5
Encadernação : Capa dura, com sobrecapa
Disponib. - Em stock

€25
Mais detalhes
  • Ano
  • 1966
  • Idioma Original
  • Inglês
  • Tradutor
  • Célia Henriques, Vítor Silva Tavares
  • Capa
  • Rocha de Sousa
  • Código
  • LT002415
  • Detalhes físicos
  • Dimensões
  • 9,00 x 16,00 x
  • Nº Páginas
  • 125

Descrição

Co-tradução e prefácio de Vítor Silva Tavares.

Eis um excerto: «(...) Contrariamente a Hemingway, seu (transitório) companheiro de geração perdida, contrariamente, também, a muitos da geração beat que em causa extrema se refugiam nos “paraísos artificiais”, Miller, entregue a si próprio e em si próprio sentindo pulsar o coração do mundo, encontra os fundamentos de um equilíbrio optimista para além do optimismo: abreviando razões, canta, com e como Whitman, que “é bom estar vivo e também é bom morrer” – afirmação, não de passividade ou indiferentismo, mas de uma plenitude só alcançada por quem, bebendo o fel da vida, possui “uma generosidade inesgotável”, uma fé indestrutível na grandeza cósmica do homem. (...)»


Nota:

Exemplar em excelente estado, excepto rasgões na sobrecapa. Assinatura de posse.


Henry Miller
Ulisseia
Português PT
Estado : Usado 4/5
Encadernação : Capa dura, com sobrecapa
Disponib. - Em stock

Mais detalhes
  • Ano
  • 1966
  • Idioma Original
  • Inglês
  • Tradutor
  • Célia Henriques, Vítor Silva Tavares
  • Capa
  • Rocha de Sousa
  • Código
  • LT002415
  • Detalhes físicos

  • Dimensões
  • 9,00 x 16,00 x
  • Nº Páginas
  • 125
Descrição

Co-tradução e prefácio de Vítor Silva Tavares.

Eis um excerto: «(...) Contrariamente a Hemingway, seu (transitório) companheiro de geração perdida, contrariamente, também, a muitos da geração beat que em causa extrema se refugiam nos “paraísos artificiais”, Miller, entregue a si próprio e em si próprio sentindo pulsar o coração do mundo, encontra os fundamentos de um equilíbrio optimista para além do optimismo: abreviando razões, canta, com e como Whitman, que “é bom estar vivo e também é bom morrer” – afirmação, não de passividade ou indiferentismo, mas de uma plenitude só alcançada por quem, bebendo o fel da vida, possui “uma generosidade inesgotável”, uma fé indestrutível na grandeza cósmica do homem. (...)»


Nota:

Exemplar em excelente estado, excepto rasgões na sobrecapa. Assinatura de posse.