• 967 224 138
  • Contactos
Os insolentes xx

Os insolentes xx

Marguerite Duras
Disponib. - Por encomenda

€8
Mais detalhes
  • Ano
  • 1999
  • Idioma Original
  • Francês
  • Tradutor
  • Tereza Coelho
  • Capa
  • Fernando Felgueiras
  • Código
  • LT003395
  • ISBN
  • 9789722904636
  • Detalhes físicos
  • Nº Páginas
  • 217

Descrição

Este primeiro romance de Marguerite Duras gira em torno de personagens que encontramos noutros romances da autora. Lê-lo é regressar a um universo que já nos é familiar. A relação mãe/irmão mais velho alimenta este texto e vários outros; os mecanismos dessa relação são, como noutros romances, impiedosamente desmontados. Por outro lado, a personagem de Maud reaparecerá também noutros romances, e não só naqueles aparentemente mais autobiográficos como O Amante, por exemplo. De facto, Maud é uma personagem que contém já traços de Lol V. Stein – uma mulher que é vítima de uma «armadilha» que a transcende, uma mulher ignorante de si mesma. Em Os Insolentes, são muito fortes ainda as influências de um certo psicologismo; há uma vontade de tudo esclarecer, de “dar” tudo ao leitor; há mesmo uma certa candura no tratamento narrativo ou no tratamento psicológico das personagens. O universo de Duras está todo nesta obra onde se assiste ao nascimento de uma voz que, já no início dos anos 40, era francamente invulgar. Escritora e cineasta francesa, Marguerite Duras nasceu no Vietname em 1914 e veio a falecer em 1996 em França. A sua obra, habitada por personagens em busca de amor até aos limites da loucura ou do crime, foi visceralmente marcada pela juventude passada na Indochina. O romance autobiográfico L'Amant (1984) foi adaptado ao cinema. Escreveu também o argumento do filme Hiroxima meu amor e realizou Nathalie Granger (1973) e India Song (1975).

Os insolentes xx

Os insolentes xx €8

Marguerite Duras
Disponib. - Por encomenda

Mais detalhes
  • Ano
  • 1999
  • Idioma Original
  • Francês
  • Tradutor
  • Tereza Coelho
  • Capa
  • Fernando Felgueiras
  • Código
  • LT003395
  • ISBN
  • 9789722904636
  • Detalhes físicos

  • Nº Páginas
  • 217
Descrição

Este primeiro romance de Marguerite Duras gira em torno de personagens que encontramos noutros romances da autora. Lê-lo é regressar a um universo que já nos é familiar. A relação mãe/irmão mais velho alimenta este texto e vários outros; os mecanismos dessa relação são, como noutros romances, impiedosamente desmontados. Por outro lado, a personagem de Maud reaparecerá também noutros romances, e não só naqueles aparentemente mais autobiográficos como O Amante, por exemplo. De facto, Maud é uma personagem que contém já traços de Lol V. Stein – uma mulher que é vítima de uma «armadilha» que a transcende, uma mulher ignorante de si mesma. Em Os Insolentes, são muito fortes ainda as influências de um certo psicologismo; há uma vontade de tudo esclarecer, de “dar” tudo ao leitor; há mesmo uma certa candura no tratamento narrativo ou no tratamento psicológico das personagens. O universo de Duras está todo nesta obra onde se assiste ao nascimento de uma voz que, já no início dos anos 40, era francamente invulgar. Escritora e cineasta francesa, Marguerite Duras nasceu no Vietname em 1914 e veio a falecer em 1996 em França. A sua obra, habitada por personagens em busca de amor até aos limites da loucura ou do crime, foi visceralmente marcada pela juventude passada na Indochina. O romance autobiográfico L'Amant (1984) foi adaptado ao cinema. Escreveu também o argumento do filme Hiroxima meu amor e realizou Nathalie Granger (1973) e India Song (1975).