• 967 224 138
  • Contactos

Viaje a Portugal (em Castelhano)

LT009411
1991
José Saramago

Editora Caminho
Idioma Castelhano
Estado : Usado 5/5
Encadernação : Capa dura, com sobrecapa
Disponib. - Em stock

€30
Mais detalhes
  • Ano
  • 1991
  • Tradutor
  • Basilio Losada
  • Código
  • LT009411
  • Detalhes físicos
  • Dimensões
  • 22,00 x 30,00 x
  • Nº Páginas
  • 269

Descrição

Edição em Castelhano

Entre outubro de 1979 e julho de 1980, José Saramago percorreu o país a convite do Círculo de Leitores, que comemorava na época o décimo aniversário da sua implantação em Portugal. Terá dito o autor: “após essa deambulação, misto de crónica, narrativa e recordações, que «o fim de uma viagem é apenas o começo de outra. É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na primavera o que se vira no verão, ver de dia o que se viu de noite… É preciso voltar aos passos que foram dados, para os repetir, e para traçar caminhos novos»”. Do índice: De Nordeste a Noroeste, Duro e Dourado; Terras Baixas, Vizinhas do Mar; Brandas Beiras de Pedra, Paciência; Entre Mondego e Sado, Para em Todo o Lado; A Grande e Ardente Terra de Alentejo; De Algarve e Sol, Pão Seco e Pão Mole.

Viaje a Portugal (em Castelhano)

€30

LT009411
1991
José Saramago
Editora Caminho
Idioma Castelhano
Estado : Usado 5/5
Encadernação : Capa dura, com sobrecapa
Disponib. - Em stock

Mais detalhes
  • Ano
  • 1991
  • Tradutor
  • Basilio Losada
  • Código
  • LT009411
  • Detalhes físicos

  • Dimensões
  • 22,00 x 30,00 x
  • Nº Páginas
  • 269
Descrição

Edição em Castelhano

Entre outubro de 1979 e julho de 1980, José Saramago percorreu o país a convite do Círculo de Leitores, que comemorava na época o décimo aniversário da sua implantação em Portugal. Terá dito o autor: “após essa deambulação, misto de crónica, narrativa e recordações, que «o fim de uma viagem é apenas o começo de outra. É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na primavera o que se vira no verão, ver de dia o que se viu de noite… É preciso voltar aos passos que foram dados, para os repetir, e para traçar caminhos novos»”. Do índice: De Nordeste a Noroeste, Duro e Dourado; Terras Baixas, Vizinhas do Mar; Brandas Beiras de Pedra, Paciência; Entre Mondego e Sado, Para em Todo o Lado; A Grande e Ardente Terra de Alentejo; De Algarve e Sol, Pão Seco e Pão Mole.