• 967 224 138
  • Contactos

Diário de um professor (um ano em Pietralata)

LT011392
1977
Albino Bernardini

Editora Editorial Notícias
Idioma Português PT
Estado : Usado 5/5
Encadernação : Brochado
Disponib. - Em stock

€9
Mais detalhes
  • Ano
  • 1977
  • Idioma Original
  • Italiano
  • Tradutor
  • António Pinto Ribeiro
  • Código
  • LT011392
  • Detalhes físicos
  • Dimensões
  • 14,00 x 21,00 x
  • Nº Páginas
  • 215

Descrição

«Um povoado na periferia romana, não diferente dos que Pasolini apresentou nos seus romances e nos seus filmes; uma escola «miserável e suja como uma prisão municipal; um grupo de rapazes que representavam exactamente o contrário dos figurinos delineados por Edmundo de Amicis no seu idílio pedagógico-literário-patriótico; e de boas intenções didácticas: um professor que chega da Sardenha, cheio de generosidade eis os quatro elementos que, agitando-se e encontrando-se mais num caos que num cosmos, dão vida à singular experiência narrada neste livro, as quatro cartas que o professor se esforça por ter na mão num jogo encaminhado para um bom fim, e inúmeras vezes escapam ao seu controlo.»

Diário de um professor (um ano em Pietralata)

€9

LT011392
1977
Albino Bernardini
Editora Editorial Notícias
Idioma Português PT
Estado : Usado 5/5
Encadernação : Brochado
Disponib. - Em stock

Mais detalhes
  • Ano
  • 1977
  • Idioma Original
  • Italiano
  • Tradutor
  • António Pinto Ribeiro
  • Código
  • LT011392
  • Detalhes físicos

  • Dimensões
  • 14,00 x 21,00 x
  • Nº Páginas
  • 215
Descrição

«Um povoado na periferia romana, não diferente dos que Pasolini apresentou nos seus romances e nos seus filmes; uma escola «miserável e suja como uma prisão municipal; um grupo de rapazes que representavam exactamente o contrário dos figurinos delineados por Edmundo de Amicis no seu idílio pedagógico-literário-patriótico; e de boas intenções didácticas: um professor que chega da Sardenha, cheio de generosidade eis os quatro elementos que, agitando-se e encontrando-se mais num caos que num cosmos, dão vida à singular experiência narrada neste livro, as quatro cartas que o professor se esforça por ter na mão num jogo encaminhado para um bom fim, e inúmeras vezes escapam ao seu controlo.»