• 967 224 138
  • Contactos
religiao para ateus

Religião para ateus

Alain de Botton
Disponib. - Em stock

€9
Mais detalhes
  • Ano
  • 2012
  • Idioma Original
  • Inglês
  • Tradutor
  • Isabel Veríssimo
  • Capa
  • Joana Tordo
  • Edição
  • 2
  • Código
  • LT003382
  • ISBN
  • 9789722048880
  • Detalhes físicos
  • Nº Páginas
  • 313

Descrição

Alain de Botton procura em Religião para Ateus interpretar várias religiões, principalmente o cristianismo e, em menor escala, o judaísmo e o budismo, na esperança de encontrar conhecimentos coligidos que possam ser úteis na vida secular, especialmente no que respeita aos desafios colocados pela comunidade e pelo sofrimento mental e físico. Um guia para não crentes sobre as utilizações da religiãoAlain de Botton procura em Religião para Ateus interpretar várias religiões, principalmente o cristianismo e, em menor escala, o judaísmo e o budismo, na esperança de encontrar conhecimentos coligidos que possam ser úteis na vida secular, especialmente no que respeita aos desafios colocados pela comunidade e pelo sofrimento mental e físico.

Religião para ateus

religiao para ateus €9

Alain de Botton
Disponib. - Em stock

Mais detalhes
  • Ano
  • 2012
  • Idioma Original
  • Inglês
  • Tradutor
  • Isabel Veríssimo
  • Capa
  • Joana Tordo
  • Edição
  • 2
  • Código
  • LT003382
  • ISBN
  • 9789722048880
  • Detalhes físicos

  • Nº Páginas
  • 313
Descrição
Alain de Botton procura em Religião para Ateus interpretar várias religiões, principalmente o cristianismo e, em menor escala, o judaísmo e o budismo, na esperança de encontrar conhecimentos coligidos que possam ser úteis na vida secular, especialmente no que respeita aos desafios colocados pela comunidade e pelo sofrimento mental e físico. Um guia para não crentes sobre as utilizações da religiãoAlain de Botton procura em Religião para Ateus interpretar várias religiões, principalmente o cristianismo e, em menor escala, o judaísmo e o budismo, na esperança de encontrar conhecimentos coligidos que possam ser úteis na vida secular, especialmente no que respeita aos desafios colocados pela comunidade e pelo sofrimento mental e físico.